Wednesday, 13 April 2016

São Pedro e a Lava Jato

Nem São Pedro escapa da Operação Lava Jato. Depois de muitas tramóias descobertas pela Operação, a turma dos amigos de Lula continuam aprontando das suas. Dessa vez, o ex-Senador Gim Argello foi descoberto em relações promíscuas com a empreiteira OAS - aquela mesma do tão famoso apartamento de Lula no Guarujá, onde o seu presidente Leo Pinheiro aparece numa foto com o ex-presidente discutindo as polêmicas reformas.
O ex-Senador, deu uma conta da Igreja de São Pedro de Taguatinga para receber o equivalente a CR$ 350.000,00 (trezentos e cinquenta mil reais) depositados pela OAS.
Não se sabe ainda se o pároco da igreja está envolvido na transação, embora a questão da dúvida seja pertinente. Em tempos de corrupção sistêmica, ninguém é inocente até que se prove o contrário, muito menos os membros das igrejas, uma vez que estes são vistos a todo momento nos noticiários dos principais jornais: pedofilia, desvio de recursos e outras acusações nada santificadas.
Nesse caso talvez, o Senador Gim Argello tenha pensado em ganhar as chaves do reino dos céus, mas creio que ele tenha pego a chave e a senha errada: a das celas.
Pobre São Pedro!!


Monday, 11 April 2016

"Ser deputado é tranquilo... Faço de conta que trabalho", diz Paulo Maluf

A frase do título do texto seria cômica desde que fosse mentira, mas não é. Trata-se de palavras do "nobre" Deputado Paulo Maluf em entrevista concedida ao Uol. 
A frase vinda de Paulo Maluf não traz espanto à ninguém, tamanha a fama de gatuno que ele conseguiu construir no decorrer dos anos, fazendo inveja ao curriculum de Ronald Biggs.
Pois bem, para interpretar a frase de Maluf, é necessário fazer algumas considerações, são elas:
1) Bases para a construção de uma reforma política amplificada.
2) Desmontar o esquema da política como profissão.
3) Construção sólida de uma barreira contra a corrupção.
Não podemos nos esquecer que a mãe da corrupção é a reeleição. A reforma politica amplificada precisa proibir a reeleição em bases municipais, estaduais e federais. Os vereadores, deputados estaduais e deputados federais só poderiam ser eleitos apenas uma vez, dando chances a outras pessoas se candidatarem.
Os vereadores deveriam receber não salários, mas ajuda de custo, pois muitos municípios brasileiros não possuem arrecadação o suficiente para o pagamento e mais da metade possui população menor do que 50.000 habitantes.
Os políticos não deveriam receber aposentadoria, tendo em vista que política não é profissão, logo não é necessário ter esse direito.
Essas ações só serão possíveis caso haja uma reforma política amplificada, não apenas aquela que os deputados querem, ou seja, aquela altera as regras das eleições e outras perfumarias.
Enquanto isso não ocorre, vamos ouvindo essas declarações estapafúrdias dos políticos brasileiro.
Ah...e não se esqueçam: "No meu tempo tinha ROTA na rua"!!!
Deus nos salve!!

Blog Archive

ASSESSORIA POLÍTICA

UM BLOG QUE VAI SERVIR DE REFERÊNCIA PARA QUEM QUER SE COLOCAR NO MUNDO DA POLÍTICA.